AOS ADVOGADOS E ADVOGADAS DE SP

E-mail Imprimir PDF

AOS ADVOGADOS E ADVOGADAS INSCRITOS NA OAB/SP

* Roberto Parentoni - Advogado
Eu sou, Roberto Parentoni,  advogado, militante na área criminal desde 1991, e dirijo-me, nesta oportunidade, aos colegas advogados e advogadas, para sensibilizá-los e mobilizá-los rumo à construção de uma OAB/SP mais atuante, eficiente e que nos faça sentir novamente orgulhosos de nossa representação.
Sei que estamos ainda h√° um ano das elei√ß√Ķes, mas convido-os a iniciar um processo de reflex√£o desde j√°.
√Č fato que a maioria dos advogados e advogadas do estado de S√£o Paulo est√£o insatisfeitos com a atua√ß√£o da OAB/SP. Quando pensam na OAB/SP, sentem-se tristes e desapontados, qui√ßa √≥rf√£os.
Por ignor√Ęncia, ainda pensamos que a nossa felicidade, sa√ļde, sucesso e prosperidade dependem de uma a√ß√£o externa a n√≥s. Transferimos a responsabilidade ao outro, sempre, mas as mudan√ßas dependem de n√≥s, de cada um de n√≥s.
Quem faz a OAB/SP? Quem √© que, democraticamente, elege seus representantes? Quantos se importam em refletir, estudar e trabalhar, fazer o que est√° a seu alcance para que as coisas mudem? Quantos t√™m consci√™ncia da sua estrutura e import√Ęncia para a classe e para o Pa√≠s?
Reivindicar √© leg√≠timo, desde que conscientemente tenhamos a certeza de que fizemos a nossa parte para que essa institui√ß√£o - da qual somos uma parte ativa, que depende e precisa de n√≥s trabalhando, atentos - atinja a excel√™ncia nas suas a√ß√Ķes.
Assim como na cidadania não basta ser cidadão, temos de ser cidadãos ativos, na OAB/SP também precisamos nos interessar por ela, por seus rumos, e agir.
N√£o sendo ativos, o ato de votar acaba tornando-se a mais popular express√£o da democracia e da cidadania e √© por n√£o compreendermos e n√£o empreendermos a cidadania ativa que por vezes acabamos votando, como dizem, ‚Äúerradamente‚ÄĚ. N√£o participamos, nos interessamos ou acompanhamos o processo.
Penso que se de alguma forma as coisas não vão bem, e a maneira como estamos sendo representados e defendidos tem nos deixado tristes e desapontados, cabe a nós mudarmos os rumos da OAB/SP, refletindo, estudando e efetivamente, com reflexão e coragem, fazermos parte da história, promovendo a mudança que, acredito, se faz necessária.
Podemos dizer que em um aspecto a OAB/SP vai bem:  financeiramente, graças às altas mensalidades que nos são cobradas. Mas, administrativamente, politicamente, percebemos diariamente que nossa entidade está ausente e relapsa.
Fraternal Abraço
*Por: Roberto Parentoni,  Advogado Criminalista, fundador do IDECRIM - Instituto Jurídico Roberto Parentoni - www.idecrim.com.br -  e atual Presidente do IBRADD - Instituto Brasileiro do Direito de Defesa - www.ibradd.org.br -
 

Pesquisa

Links

Newsletter

Receba nossos informativos: