CHEGA DE BANDALHEIRA, SEJA DE QUE LADO FOR

E-mail Imprimir PDF

CHEGA DE BANDALHEIRA, SEJA DE QUE LADO FOR

 

Na qualidade de cidadão brasileiro, venho aqui externar meu protesto e compartilhar as linhas abaixo.

 

O povo, as pessoas de bem, os trabalhadores, os pais e mães de família, os excluídos, a maioria neste pais já não suporta mais tanta bandalheira, seja do lado dos governantes, seja do lado de parte da população. O resultado será cada vez mais protestos, como se viu mais uma vez ontem (13 de junho) em São Paulo e no Rio de Janeiro, estes pelo aumento das tarifas de transporte.

 

De um lado ou de outro, o que vemos são abusos e incoerências. Saem para protestar e depredam. As forças policiais saem para defender o patrimônio e o direito de ir e vir de uns,  e, despreparada, comete abusos inaceitáveis com outros.

 

A imprensa, um dia antes, fala em vândalos – referindo-se aos manifestantes – e, no dia seguinte, tem seus profissionais massacrados pelos policiais. E aí viraram a “metralhadora” para o outro lado.

 

Em São Paulo, o governador e o prefeito dizem que o preço da passagem não baixará – no meio dos protestos. No Rio, o Prefeito disse que o protesto não é espontâneo, é ação política. Mas como ele sabe disso? E como não ser ação política, seja espontânea ou orquestrada? E a resposta do governo é ação espontânea ou orquestrada?

 

E quem são os comandantes desses policiais despreparados? Quem é que manda? Quem é que orquestra? Ou a força policial age espontaneamente?

 

Somos mesmo uma democracia? Temos comandantes? Temos governantes?

 

Do jeito que anda, vamos ter que reclamar para o Bispo – ou para o Papa. Quem sabe eles resolvem alguma coisa.

 

Fraternal abraço.

 

Roberto B. Parentoni

 

Pesquisa

Links

 

 

Sites para advogados

Entre em contato para conhecer as soluções ideais de site, e-mail e hospedagem para seu escritório de advocacia:

 

adv@dcestudio.com.br

Newsletter

Receba nossos informativos: