As 16 leis de toda pessoa de sucesso, segundo Napoleon Hill

E-mail Imprimir PDF

Roberto Parentoni e Advogados - www.parentoni.com

No começo do século XX, um dos empresários mais bem-sucedidos dos Estados Unidos, Andrew Carnegie, decidiu que queria saber quais eram os denominadores comuns entre todos os grandes homens de sucesso da época.

Para isso, contratou um jovem chamado Napoleon Hill e deu a ele a tarefa de estudar ‚Äď durante 20 anos ‚Äď sobre as 6 mil pessoas mais ricas e poderosas do mundo e descobrir o que elas tinham em comum. Hill n√£o s√≥ as estudou como tamb√©m entrevistou pessoalmente centenas delas, incluindo nomes como Thomas Edson, Graham Bell, George Eastman, Henry Ford, John Rockfeller, Theodore Roosevelt e Woodrow Wilson.
Depois de apresentado a Andrew Carnegie, o resultado do trabalho foi transformado em um curso, no qual Napoleon Hill definiu 16 leis que todas as pessoas de grande sucesso seguiam, conscientemente ou não. Se você quer modelar alguns desses grandes nomes da humanidade, leia sobre e tente aplicar você mesmo todas essas 16 essenciais regras.

1. Associação com outras pessoas com o mesmo perfil de pensamento

A primeira lei revela que todos os grandes homens tiveram que se associar a outras pessoas para conseguir realizar os seus objetivos. Uma vez que todos compreenderam a interdependência, buscaram principalmente pessoas que seguiam uma mesma linha de pensamento. Assim, todos trabalhavam em rapport com seus sócios.
Napoleon Hill afirmava que a uni√£o de duas ou mais mentes gerava um todo que era maior do que a soma das partes, o que ele chamou de Master Mind ‚Äď ou Mente Mestra. Sozinhos, nenhum deles teria conseguido o sucesso que conseguiu.

2. Objetivo principal definido

Outro ponto que ficou bastante claro durante a pesquisa foi que todas as pessoas que realizam seus sonhos tinham um objetivo principal claramente definido em suas mentes, muitas vezes ricos em detalhes.
Muita gente diz que quer mudar de vida, mas quando s√£o perguntadas o que realmente querem, se atrapalham para dizer. Sabem que n√£o querem continuar do jeito que est√£o, mas n√£o tem um objetivo claro de onde querem chegar, do que querem realmente mudar.
O objetivo principal na vida deve ser escolhido com um grande cuidado e, depois de escolhido, dever√° ser escrito e colocado num lugar onde se possa v√™-lo pelo menos uma vez por dia. Isso tem por efeito psicol√≥gico impressionar o subconsciente da pessoa de tal maneira que ela aceita esse prop√≥sito como um lema, um projeto, uma ‚Äúplanta‚ÄĚ que finalmente dominar√° as suas atividades na vida e a guiar√°, passo a passo, para a consecu√ß√£o desse objetivo. ‚Äď Napoleon Hill
Sem ter um objetivo traçado, é muito complicado realizar alguma coisa. Não devemos ser 100% orientados a meats, contudo se não tivermos um lugar para onde ir, será difícil saber como chegar lá.

3. Confiança em si próprio

As pessoas de sucesso entrevistadas demonstravam grande confiança em seu potencial. Se não para resolver o problema, para saber quem chamar para resolver. A autoconfiança é essencial para quem quer empreender algo. Quem vai confiar um investimento em alguém que não demonstra segurança? Qual cliente vai comprar algo de alguém que duvida de si mesmo?

4. Economia

A quarta lei das pessoas de sucesso é o hábito da economia. Em uma tradução mais moderna, podemos dizer que educação financeira é uma das regras essenciais para quem quer obter sucesso.
Embora o dinheiro n√£o seja a √ļnica ferramenta para medir o sucesso de uma pessoa, quando estamos falando de neg√≥cios e empresas (que era o caso da maioria dos entrevistados de Napoleon Hill), essa √© sim a principal medida de sucesso.
O estudo mostrou que os entrevistados sabiam controlar suas finanças e assim tinham sempre dinheiro para investir em oportunidades e para arriscar empreendimentos que, se não dessem certo, também não os iria deixar no meio da rua.

5. Iniciativa e Liderança

Um outro ponto bastante claro na pesquisa foi o de que todos os entrevistados tinham um perfil de líder e não de seguidor. Todos tomaram a iniciativa de assumir o controle de suas próprias vidas, de empreender, de sair da mesmice e levar outros associados juntos no caminho.
Embora algumas pessoas realmente não tenham o perfil de liderança, acreditamos que isso pode ser trabalhado e melhorado. Para levar outras pessoas a trabalharem com você em uma iniciativa própria ou mesmo para convencer outros a comprarem seus serviços e produtos, é preciso demonstrar liderança.

6. Imaginação

Pensar fora da caixa. Essa é a sexta lei do triunfo identificada por Napoleon Hill entre os homens bem-sucedidos que ele entrevistou. Boa parte deles precisou muitas vezes usar a imaginação para pensar em um negócio que não existia, para criar uma solução na qual ninguém pensou antes, para criar coisas novas.
Existe uma s√©rie de t√©cnicas para desenvolver a imagina√ß√£o e a criatividade, mas o ponto principal √© voc√™ for√ßar-se a mudar suas rotinas de a√ß√Ķes e pensamentos e n√£o ter receio de experimentar coisas novas.

7. Entusiasmo

Aqui chegamos a um ponto muito importante. Muita gente parece ter um desejo de mudar de vida, mas acaba n√£o indo em frente. √Č como se faltasse o combust√≠vel para levar o carro adiante.
Segundo a pesquisa encomendada por Andrew Carnegie, esse combust√≠vel que move homens e mulheres rumo a grandes descobertas e empreendimentos √© o entusiasmo. Grande parte dos maiores realizadores do mundo eram absolutamente apaixonados por seus objetivos principais definidos, a ponto de isso despertar neles grande entusiasmo para seguir em frente mesmo quando todas as condi√ß√Ķes pareciam adversas.
O homem geralmente triunfa com mais facilidade num campo de esfor√ßos em que se lan√ßa de corpo, alma e cora√ß√£o. ‚Äď Napoleon Hill
Criar entusiasmo em si mesmo ‚Äď literalmente viver com paix√£o ‚Äď √© um dos desafios mais intensos e prazerosos que voc√™ pode impor a si mesmo.

8. Autocontrole

O oitavo ponto bate muito com o quinto: ter autocontrole √©, na verdade, ser o l√≠der de si mesmo. √Č pensar no longo prazo, avaliar as consequ√™ncias de cada a√ß√£o, ter a ideia exata de que tudo o que voc√™ faz ou o aproxima ou o afasta do seu objetivo principal definido.
N√£o ser escravo das tenta√ß√Ķes mundanas ou de estados alterados de consci√™ncia ‚Äď como a embriaguez, por exemplo ‚Äď √© um passo essencial para quem quer estar no comando da pr√≥pria vida.

9. Hábito de fazer mais do que a obrigação

Segundo Napoleon Hill, existem dois tipos de pessoas que n√£o v√£o para a frente:
  1. Aquelas que não fazem o que lhes é pedido
  2. Aquelas que só fazem o que lhes é pedido
Se você quer se destacar em sua área de atuação, precisa criar o saudável hábito de andar a milha extra: sempre fazer mais do que lhe pedem, sempre fazer mais do que é obrigado a fazer. Do contrário, você será apenas uma pessoa mediana, igual a tantas outras.

10. Personalidade atraente

Os neg√≥cios s√£o resultados diretos de intera√ß√Ķes humanas. Cultivar uma personalidade atraente √© ser uma figura agrad√°vel, simp√°tica, bem apresentada. N√£o estamos falando aqui de padr√Ķes de beleza e sim de comportamentos que o tornem uma companhia agrad√°vel para os outros.
Existem pessoas que não fazem a menor questão de serem simpáticas. Elas estão no direito delas, porém para quem quer levar sua carreira a patamares mais altos, além de competência, é preciso ser uma companhia no mínimo agradável.

11. Pensar com Exatid√£o

Ter foco √© outra lei essencial para quem quer obter sucesso. Devemos aprender a dirigir os nossos pensamentos somente para os assuntos, fatos e informa√ß√Ķes que, de alguma forma, nos deixar√£o mais pr√≥ximos de nosso objetivo principal definido.
A meta √© passar a raciocinar dedutivamente, apenas com base em fatos comprovadamente verdadeiros, que possuam import√Ęncia real e que sejam √ļteis de alguma maneira.

12. Concentração

Esse ponto parece ser muito mais dif√≠cil hoje em dia do que na √©poca em que a pesquisa foi realizada. Isso porque hoje boa parte da humanidade sofre com dist√ļrbios de d√©ficit de aten√ß√£o. As novas tecnologias e seus processos multitarefas nos oferecem tantas coisas que cada uma delas recebe apenas uma pequena fra√ß√£o da nossa aten√ß√£o. O resultado s√£o trabalhos mal-feitos, falta de foco, sensa√ß√£o de excesso de informa√ß√£o e um grande sentimento de frustra√ß√£o.
A sa√≠da aqui √© treinar a pr√≥pria mente para pensar com exatid√£o. T√©cnicas de medita√ß√£o e o h√°bito de lidar com apenas uma coisa de cada vez, com foco total, s√£o √ļteis para esse tipo de treinamento.

13. Cooperação

Além de se associar com pessoas com a mesma linha de pensamento, os homens de sucesso entendem que a cooperação é o melhor caminho para a realização pessoal e coletiva. Isso inclui ver os concorrentes apenas como outros players do mercado, não como inimigos. Significa ver os funcionários não como escravos, mas como pessoas que estão colaborando para tornar o seu sonho realidade.
A cooperação deve se dar em todos os níveis, pensando não somente no interesse próprio, mas também no bem-estar das pessoas com quem você se relaciona.

14. Fracasso

Como o fracasso pode ser uma das leis do sucesso? √Č simples: todas as pessoas que atingiram uma grande realiza√ß√£o na vida, fracassaram algumas vezes antes. Na verdade, como diria Thomas Edson, aprenderam maneiras de ‚Äún√£o inventar a l√Ęmpada‚ÄĚ.
O fracasso deve ser visto como um grande aliado. Cada vez que você falha, você descobre uma maneira de não realizar o seu objetivo. Elimina um caminho. Continue fazendo isso até você achar a trilha ideal.
Anthony Robbins em seus treinamentos pergunta: quantas vezes você deixaria o seu filho cair antes de desistir de ensiná-lo a andar? As pessoas respondem com simplicidade: ora, ele vai cair até conseguir andar. E aí está a fórmula mágica do sucesso! Não existe maneira de fracassar, apenas de aprender como não chegar lá.

15. Toler√Ęncia

Para lidar com o fracasso, com as limita√ß√Ķes de outras pessoas e as suas pr√≥prias, com as adversidades que a vida nos imp√Ķe, √© preciso ter uma boa dose de toler√Ęncia e paci√™ncia.
Voc√™ j√° deve ter percebido que n√£o existe ningu√©m no mundo que consiga ter todas as coisas sob controle. Coisa que queremos n√£o acontecem. Coisas que n√£o queremos acontecem. O segredo √© nos desapegar de querer controlar tudo e ter toler√Ęncia e paci√™ncia para ir acertando e errando at√© chegar onde queremos, seguindo sempre em frente.
A maior recomendação que alguém que está buscando uma melhoria na qualidade de vida pode receber é a de aproveitar toda a jornada, não apenas a realização da meta. O momento em que você realiza o objetivo é muito fugaz perto de todo o caminho que você tem para percorrer até ele.
Se você condicionar sua felicidade somente à realização dos objetivos, estará se condenando a uma vida triste.

16. Fazer aos outros aquilo que quer que seja feito a você mesmo

Conhecida como A Regra de ¬†Ouro, essa lei √© usada em grande parte das religi√Ķes e filosofias de vida j√° criadas no mundo. Se ela fosse realmente levada a s√©rio, viver√≠amos um mundo bem melhor.
No momento em que voc√™ percebe que somos todos ‚Äď seres vivos e meio-ambiente ‚Äď uma √ļnica rede interdependente, que a ideia de¬†eu como uma coisa distinta e independente nada mais √© do que uma ilus√£o, a√≠, meu amigo, temos uma grande oportunidade de nos libertarmos de padr√Ķes limitadores. Tratar as outras pessoas como a si mesmo √© um passo importante para essa compreens√£o.

Livro

Esse √© apenas um resumo das 16 leis do sucesso de Napoleon Hill. Se voc√™ quiser saber sobre cada uma delas em detalhes, inclusive com muitos exemplos pr√°ticos, procure o livro de 736 p√°ginas que no Brasil recebeu o t√≠tulo de A Lei do Triunfo. Embora seja antigo ‚Äď com primeira edi√ß√£o no ano de 1930 ‚Äď todas as leis continuam v√°lidas, algumas at√© mais hoje em dia do que no s√©culo passado.
 

Pesquisa

Links

Newsletter

Receba nossos informativos: